{lang: 'en-US'}

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Mulher-Maravilha (Wonder Woman). Review do segundo trailer.




Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo.

Diana no século XXI. Diana durante a Primeira Grande Guerra.



O trailer evidencia que veremos os primórdios da mudança de uma amazona na Mulher-Maravilha. Mais do que a origem da heroína, aparentemente o que será visto está próximo de uma análise da personalidade dela, suas motivações, suas falhas e perdas. Além disso, a presença da foto de Diana com a equipe formada durante a Primeira Grande Guerra, cedida por Bruce Wayne, é uma mostra de que o tempo presente do filme se passa logo após o caos de Batman v Superman. 

A cena seguinte mostra um avião caindo em águas próximas a Themyscira, seguida pelo resgate de Steve Trevor por Diana. Cabe destacar que a ilha Paraíso está dignamente retratada.
As primeiras imagens destacam duas ações separadas: a invasão de combatentes (aparentemente nazistas) à ilha, e a opção de Diana por ir aos EUA com Trevor, talvez motivada pela perda da sensação de imortalidade de outrora, destruída pela perda de amazonas diante dos soldados inimigos. 



Isso, obviamente, contrariando as ordens de sua mãe, a rainha Hipólita. Não há indícios do clássico torneio onde Diana se disfarça para ganhar o direito de representar Themyscira.


Mas os vilões não se limitam aos nazistas. Há uma mulher com uma máscara que encobre quase a metade de seu rosto, interpretada por Elena Anaya, a Doutora Veneno. Em todas as cenas em que ela aparece, suas ações estão envoltas em malignidade. Ela, provavelmente, foi vítima de sua própria arma. O uso dessa máscara não era algo incomum durante a Primeira Grande Guerra, já que muitos ficavam com seus rostos desfigurados. Essa referência é algo que mostra o apuro na produção do filme.
Soldado francês com prótese na face
Um detalhe muito bom ficou na demonstração dos poderes da Mulher-Maravilha. Em Batman v Superman, sua participação foi limitada, o que impediu Zack Snyder de mostrar todo o potencial da guerreira e seus apetrechos. Nesse segundo trailer, o espectador irá se deparar com ela lutando, usando a espada, desviando disparos com seus braceletes, voando, arremessando corpos com o laço mágico.


Haverá, ainda, um lado leve e divertido cuja principal função, acredito, será balancear a trama, evitando o clima sombrio e pessimista que afastou muitos fãs de quadrinhos do filme Batman v Superman. E sim, o romance entre ela e Steve Trevor também aparenta estar presente.
A escolha da diretora Patty Jenkins - responsável pelo tenso e fantástico Monster - é, até o momento, perfeita. As cenas divulgadas mostram a busca pela ação necessária em filmes de super-heróis, mas com a coragem de trazer uma parcela da humanidade da heroína à tona. Isso é uma jogada perfeita para atrair o fã antigo, o novo e até quem não é fã para mais próximo da personagem. 
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário