{lang: 'en-US'}

terça-feira, 8 de março de 2016

A quem gera e cuida da vida... parabéns, mulheres.




Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo.

Vocês são iguais ao solo fértil, pois abraçam de corpo e alma a vida que lhes foi confiada. São árvores de sombra generosa, capazes de confortar os seus e aqueles que estão exauridos pelo calor. Ensinam e aconselham, ainda que a vida não lhes tenha dado diploma. Cantam para acalmar corações, mesmo que a dor esteja presente no âmago de seus próprios corações. Oram para pedir, não se importando se aquele por quem intercedem seja digno ou não. 
Em silêncio choram. Em silêncio velam. Em silêncio cumprem com seus deveres, às vezes ao custo da própria vida.
Vão à luta... e nela continuam ao regressar. São mães, amigas, amantes e confidentes.
Sofrem por não poderem interferir. Sofrem com medo de partir. Sofrem pelo temor do futuro e pelas lições não aprendidas no passado por aqueles que amam. 
Ajudam aos que ainda estão aprendendo a andar, acompanham os que já andam e amparam os que têm as pernas enfraquecidas pelo tempo. 
Secam lágrimas e buscam o anonimato para verter as suas próprias. Sorriem com cada vitória dos que amam. Felizes pelo fato de que o próprio sofrimento possa evitar que a dor alcance os entes queridos.
São, essencialmente, protetoras. Assim como um escudo, recebem os maiores impactos no lugar de seus protegidos. Sacrifícios fazem, ainda que o reconhecimento jamais chegue.
O tempo pode degradar a matéria, porém jamais irá afetar seus sentimentos e índoles. Seus ensinamentos serão perpetuados através dos entes queridos.
A vocês mulheres, mães e amigas, sejam felizes sempre, pois todos os dias devem ser como esse, onde suas presenças e ações sejam realmente admiradas. 

Feliz dia internacional da mulher...



←  Anterior Proxima  → Página inicial

Um comentário: