{lang: 'en-US'}

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Filhos do Éden: Paraíso Perdido. Conheçam a trama, data de lançamento e personagens.






LANÇAMENTO - Definida uma data oficial para o lançamento: 31 de outubro 2015 (Dia das Bruxas).
O motivo da demora é justificável. Ao longo desse um ano e meio que trabalhei na obra (desde janeiro de 2014) “Paraíso Perdido” exigiu - e ainda tem exigido, durante as revisões - um grau excepcionalmente elevado de atenção. Não é novidade para ninguém que esse volume irá não apenas encerrar a trilogia como abrirá caminho para os eventos retratados em “A Batalha do Apocalipse” (que transcorre “em um futuro próximo”). Então, é preciso ter um cuidado especial com a coerência, para não correr o risco de deixar pontas soltas.

TRAMA


O que se segue é um resumo da trama, SEM SPOILERS para quem já leu os títulos anteriores. Se você ainda não teve a oportunidade de conferir “Herdeiros de Atlântida” e “Anjos da Morte”, continue por sua conta e risco.

Metatron - O enredo central de “Paraíso Perdido” gira em torno da caçada a Metatron, o Primeiro Anjo, chamado ainda de Rei dos Homens Sobre a Terra, o mais antigo e poderoso entre os anjos, que recentemente (“Herdeiros de Atlântida”, capítulo 49) escapou de seu cárcere na Gehenna e que agora pretende retomar o controle do planeta, desafiando tanto as legiões do arcanjo Miguel quanto as tropas revolucionárias de seu irmão, Gabriel.

Os sentinelas - Para quem não lembra, Metatron é (foi) o supremo líder dos sentinelas, um grupo enviado à terra por Deus, no princípio dos tempos, com a função de proteger e instruir a humanidade. Quando os arcanjos decidiram acabar com os seres humanos, Metatron e seus asseclas se revoltaram (“Herdeiros de Atlântida”, capítulos 2 e 32), tornando-se inimigos do céu e sendo posteriormente acossados.

Primeira Parte - “Paraíso Perdido” é dividido em três partes, cada qual com uma atmosfera própria e personagens diferentes. O primeiro trecho se passa inteiramente em Asgard, a dimensão dos deuses nórdicos, onde Denyel acorda ao final de “Anjos da Morte” (páginas 549 e 550), após ser sugado pelo rio Oceanus. Kaira, Urakin e Ismael vão ao seu encontro, para tentar resgatá-lo e regressar à Haled, através da legendária ponte Bifrost.

Segunda Parte - A segunda parte tem lugar nos dias anteriores ao dilúvio. Conforme mostrado em “Anjos da Morte” (páginas 553 a 555), Ablon (no passado, enquanto general de Miguel) é ordenado a capturar Metatron e trazê-lo vivo aos Sete Céus. O segundo terço do livro destaca esse período, revelando um Ablon diferente daquele que conhecemos em “A Batalha do Apocalipse”, ainda fiel às forças do Paraíso.

Terceira Parte - Essas duas jornadas convergem na parte três, que finalmente explicará como Ablon, há 35 mil anos, conseguiu enclausurar Metatron, e como Kaira, Urakin e Denyel, no presente, farão para enfrentar o Rei dos Homens Sobre a Terra, um celeste muitíssimo mais forte que eles, invencível sob vários aspectos.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário