{lang: 'en-US'}

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Alimentos viram belas paisagens através da arte de Carl Warner.





Fonte: Carl Warner

Carl Warner nasceu em Liverpool, Inglaterra, no ano de 1963. Com apenas sete anos ele se mudou para Kent com seus pais e ainda criança passava horas em seu quarto ouvindo música, desenhando e criando mundos a partir de sua imaginação, inspirado pelos cartazes em suas paredes de artistas como Salvador Dalí e Patrick Woodroofe. 
Carl começou a sua carreira indo para Maidstone College of Art, com o intuito tornar-se um ilustrador, já que ele tinha um bom talento para o desenho. Entretanto, rapidamente descobriu que suas ideias e criatividade eram mais apropriadas para a fotografia. Após o curso preparatório de um ano na faculdade, ele se mudou para o College of Printing, em 1982, Londres, para fazer um curso de graduação de três anos em fotografia, cinema e televisão. 
Em 1985, ele se tornou assistente de David Lowe, um fotógrafo radicado em Knightsbridge, Londres, onde conheceu diretores de arte, modelistas e retocadores. Depois de um ano como auxiliar, ele montou um estúdio ao lado de David e começou a trabalhar para agências de publicidade. 
Tendo-se tornado um fotógrafo de publicidade de sucesso em meados da década de 80, até meados dos anos noventa, ele descobriu que o seu trabalho foi se tornando menor em demanda, bem como insatisfatório do ponto criativo. Ele procurava algo novo e diferente para fazer com o seu talento que não só reavivar seu interesse pela fotografia, mas injetar alguma vida em seu trabalho. Inspiração parecia difícil de encontrar, mas um dia durante a caminhada em torno de um mercado de alimentos, ele encontrou alguns cogumelos Portobello que ele pensou que pareciam algum tipo de árvore a partir de um mundo alienígena. Então, ele os levou de volta a seu estúdio com alguns outros ingredientes como sementes de arroz e feijão, com vista a tentar criar uma cena em miniatura no topo de uma mesa.
O Savanna Mushroom tornou-se seu primeiro "foodscape" e ao longo dos próximos dez anos, ele continuou a desenvolver paisagens de comida, e isso começou a atrair a indústria de publicidade, principalmente a relacionada aos alimentos. 

Vejam alguns de seus trabalhos e reparem no detalhamento, as cores vibrantes e a composição do ambiente, fatores que comprovam o quanto Carl é talentoso. Muitas de suas paisagens lembram bastante o que vimos recentemente no filme Alice no país das maravilhas, de Tim Burton. 










←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário