{lang: 'en-US'}

sexta-feira, 28 de junho de 2013

As aventuras de Pi. Resenha do livro escrito por Yann Martel.




Capa baseada no pôster do filme e a capa de uma versão antiga

Por: Franz Lima.

Esta é uma resenha diferente, devo confessar. Quando iniciei a leitura do livro, fui diretamente influenciado por infinitos comentários sobre o filme e a polêmica do plágio, fatores responsáveis por uma espécie de bloqueio diante da obra. Mas, justiça seja feita, o fato de o livro ter sido baseado na história de Moacyr Scliar ou em qualquer outro, não tirará jamais os méritos de 'A vida de Pi' (recentemente republicado como 'As Aventuras de Pi', em prol do filme). Plágio ou não (ainda não li o livro do Scliar), Yann Martel criou uma obra que emociona.

 

A Trama

Inicialmente somos brindados com o personagem Pi, uma diminuição de XXX, um menino que cresce em um zoológico. Pi tem uma vida feliz ao lado dos pais, do irmão mais velho e dos bichos, ainda que sofra uma certa perseguição por parte do irmão, mas nada de tão terrível. Ele mostra, desde cedo, ter uma inteligência e sensibilidade incomuns, fatores que o levam a conhecer as três principais religiões da região onde mora. Mesmo que elas preguem de forma similar o amor ao próximo e a busca por um Deus, as três não mostram tanto amor e paciência por aqueles que não fazem parte de suas doutrinas. Contraditório ou não, o fato é que Pi opta por permanecer e delas extrair o melhor. 
As primeiras 90 páginas - aproximadamente - dizem respeito ao poder transformador da fé, lições que Pi, mesmo ainda muito jovem, aprende. Estas lições serão, acreditem, fundamentais para o futuro caótico que o aguarda.
Basicamente, a trama fala sobre fé, vida e morte. O caos entra na vida rotineira e regular de Pi por meio de um naufrágio. A partir daí, nada mais será como antes. 



Lições

O livro tem outras lições além da fé e da mudança. Durante todas as passagens ocorridas no zoológico, o autor mostra muitas nuances e curiosidades da vida dos animais em cativeiro. Tabus são quebrados e a visão que vocês têm dos zoológicos será drasticamente modificada. 

A transformação

Pi é um menino. Perdido e acuado pela infinidade de um oceano, além de um tigre, resta ao jovem a escolha entre entregar-se à morte ou, contrariando tudo, sobreviver. É a hora de Pi usar a fé, seus conhecimentos e a experiência de uma vida curta e dos livros para sobrepor todos os obstáculos. 
'As aventuras de Pi' trata, simplesmente, disso: vida, ainda que a morte ronde o personagem por quase toda a narrativa.


Diante do infinito

Valendo-se de uma narrativa fluente, fácil e cativante, Yann Martel criou um livro agradável, emocionante e que surpreende pela oscilação entre o drama e a esperança. É impossível ficar incólume diante da grandiosidade daquilo por que Pi passa. É impossível não imaginar qual seria nossa reação diante de tanta dor, sofrimento e das lições que só o isolamento pode proporcionar.
Diante do infinito, percebemos nossa insignificância.

O Plágio -  isso importa?

Sim, o plágio sempre será uma prática indigna, mas, após a leitura de 'Life of Pi', fiquei com sérias dúvidas sobre o que se define como plágio. Yann Martel cita que Moacyr Scliar foi a centelha de vida para seu livro, porém não afirma ter se apropriado da ideia central do livro 'Max e os felinos'. 
Não posso comparar as obras em virtude de ter lido apenas o livro de Martel, fato que não me impede de afirmar a qualidade de 'As aventuras de Pi'. Concluindo, Martel pode ter cometido o erro de se apropriar de uma premissa de outro autor, mas acertou ao criar uma história magnífica e muito bem escrita. Para o leitor, isso é o que importa. 


Dados Técnicos e nota final:

Autor: Yann Martel

I.S.B.N.: 9788520933107

Acabamento : Brochura

Tradução: Maria Helena Rouanet

Idioma : Português

Número de Paginas : 371

Editora Nova Fronteira   

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Um comentário:

  1. Eu comecei a ler As Aventuras de Pi hoje e estou gostando. Particularmente acho que vou gostar da historia mesmo não sendo muito fã de livros que queiram mostrar a fé em algo. A leitura está sendo fácil e fluindo, espero gostar mesmo dele.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir