{lang: 'en-US'}

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Green Day: Trilogy (¡Uno!, ¡Dos!, ¡Tre!). Novos álbuns.




Fonte: Veja
¡Uno!, ¡Dos! e ¡Tré! são os discos que formam a trilogia com a qual a banda de punk rock Green Day retorna ao mercado. O primeiro deles será lançado nesta terça-feira com um marcado estilo "power pop". "Não planejamos fazer três álbuns, mas decidimos escrever e compor durante mais de um ano", explicou Mike Dirnt, baixista do grupo americano. Junto com Dirnt, Tré Cool (bateria) e Billie Joe Armstrong (voz e guitarra) retornam após seu último trabalho, 21st Century Breakdown, em 2009. O segundo disco, o Dos!, vai ser lançado no dia 13 de novembro. O último da trilogia, o 'Tré!' estará disponível a partir de 15 de janeiro de 2013.
"A qualidade das canções que fomos escrevendo era muito boa e então pensamos que um disco não era suficiente, que dois já tínhamos feito e que três era uma aventura excitante porque era algo completamente novo", disse Dirnt. O baixista disse que o Green Day escreveu os três discos com "sentimentos diferentes", que são percebidos em cada um destes trabalhos. "Enquanto o primeiro se movimenta dentro do 'power pop', o segundo álbum tem um toque sexy. O terceiro é o mais emocional", afirmou.
Oh love é o primeiro single de Uno!, composto por 12 canções, e que tentará repetir a inovação de American Idiot, música que o grupo qualificou como a "primeira ópera punk da história", e que dá nome a um de seus álbuns mais conhecidos. Acompanhando a canção, está disponível o videoclipe de Oh love, dirigido por Samuel Bayer, com quem a banda trabalhou no clipe de Boulevard of Broken Dreams.
Após completar a maioridade desde seu álbum estreia, Dirnt valoriza "o carinho de seus fãs mais que as indicações aos prêmios".  O baixista também fez um balanço da carreira do Green Day e garantiu que agora estão "melhores que nunca". "Adoramos fazer shows e cantar canções de outros álbuns, além das músicas novas", disse Dirnt sobre o que se poderá escutar na turnê de apresentação da trilogia no ano que vem.
(Com EFE)

Franz says: sempre curti muito a banda, não apenas pelo som, mas principalmente por causa da irreverência. Espero que não se torne mais um grupo desfeito por motivo de uso de drogas (problema que afetou recentemente o vocalista). 
 
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário