{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Artigos publicados na Wikipedia apresentam erros em 60% deles.




Fonte: Tech Tudo. Por: Paulo Higa

A cada dez artigos lidos na Wikipédia, seis podem conter erros factuais. A informação vem de uma pesquisa recente realizada pela Universidade do Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, que mostra que a credibilidade do conteúdo da enciclopédia livre está muito aquém da ideal.
O estudo foi direcionado especificamente para artigos com informações sobre empresas. A pesquisa conduzida por Marcia DiStaso, professora de comunicação da universidade, consultou 1284 funcionários de diversas companhias. De acordo com DiStaso, 25% dos entrevistados nunca pesquisaram sobre a empresa em que trabalham na Wikipédia. Cerca 60% dos artigos pesquisados continham imprecisões, segundo pessoas familiarizadas com o assunto abordado nos textos.

Apesar de a Wikipédia ser uma enciclopédia editável por qualquer um, o fundador Jimmy Wales defende que boas práticas sejam adotadas antes de modificar um artigo. Se um usuário defende a empresa e ganha por isso, não pode acrescentar, remover ou alterar informações sobre sua companhia. Nesse caso, é necessário utilizar a página de discussão para propor a mudança a um dos administradores. A grande dificuldade fica por conta do fato de que, a cada quatro queixas, uma delas nunca é respondida.

O problema é mais grave se considerarmos que muitos estudantes utilizam informações da Wikipédia como base para trabalhos acadêmicos, propagando erros factuais – e também dados errados inseridos propositalmente para prejudicar uma pessoa ou empresa.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário