{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Resenha do anime "Another"





ANOTHER
Autora: Priscilla Rubia

Já ouviu falar da Misaki? Ela estava na nona série, classe 3. Isso aconteceu há 26 anos atrás. Ela era popular desde a sétima série. Ela era inteligente, bonita e tinha uma ótima personalidade. Tanto os professores quanto os alunos adoravam ela. Mas, logo que começou a nona série, a Misaki morreu. Fiquei sabendo que foi num acidente. É claro que todos ficaram chocados. Até alguém dizer aquilo... Ele apontou para a mesa da Misaki e falou: A Misaki não está morta. Ela está bem ali

      Essa é a premissa de Another, um anime que até agora me impressionou bastante.
     Ele é ligeiramente novo, tem um pouco mais de um mês. Assisti os cinco episódios que foram lançados por aqui e acredito que serão 12 no total (pelo menos de acordo com o MyAnimeList).
    A história se passa na cidade de Yomiyama, com a chegada de Koichi Sakakibara que acaba de se mudar de Tókio por causa do trabalho do pai. Yomiyama é a cidade natal de sua mãe, que já morreu, então Koichi passa a morar com os avós.
    Ele é matriculado na escola da cidade, a Yomi Norte e fica na sala 3 do nono ano. Porém esta sala carrega um grande segredo, uma espécie de maldição. Há 26 anos atrás uma garota que a freqüentava morreu, mas naquele ano todos fingiram que ela ainda estava viva...
    Koichi percebe que há algo estranho na sala, com os alunos, inclusive com os professores, mas ninguém lhe conta o que é. No seu primeiro dia de aula ele conhece uma menina chamada Misaki Mei, mas parece que ele é o único que tem coragem o suficiente para conversar com ela e falar sobre ela. Eles recomendam que se afaste de Mei senão coisas ruins podem acontecer... então, as mortes começam.

    Gostei muito do clima que o anime proporciona. Não é nada exagerado nem contido demais, achei na medida certa. A trilha sonora, o aspecto dos personagens, o modo de como os alunos desviam sobre o assunto da menina de 26 anos atrás, as mortes que são sangrentas e brutais, tudo contribui para um ótimo anime de terror.
     Além disso, o anime tem várias referências a autores de suspense e a quadros, inclusive.

 
    Se repararmos na imagem seguinte, dá para ver que o livro citado é O Cemitério.

 
    Há também outras referências, como Lovecraft:



John Saul, um autor que não conhecia, mas pelo que pesquisei os livros dele são bem interessantes.

 
     Encontrei três títulos dele lançados no Brasil:


     Já adicionei os três na minha lista para leitura!

     E a última referência que encontrei foi a seguinte:


    O “assiste” na legenda ficou estranho, porque O Grito não é um filme (não, não é esse que você pensou) e sim um quadro.

 
    A obra de Edvard Munch ficou bem famosa pelo fato de expressar muito bem a dor e desespero.

    Bom, a indicação está dada. Podem ver Another sem medo – ou com – que não irão se arrepender.

 
←  Anterior Proxima  → Página inicial

5 comentários:

  1. Priscilla, excelente recomendação. Já lancei a imagem que faltava ao post. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  2. Another me chamou a atenção. Eu não costumo acompanhar animés porque quando me proponho a assistir algo de terror espero realmente uma atmosfera adulta no enredo e muito animés costumam inserir elementos cômicos demais às vezes e isso pra mim corta o clima, mas Another pelo visto é justamente o tipo de terror que procuro. Irei começar a assistir!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Esse anime é ruim demais, já vi melhores. Mas as referências e o clima do anime até que são interessantes mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Ótimo anime. Já assisti duas vezes e recomendo.

    ResponderExcluir