{lang: 'en-US'}

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Operação Março Negro. Eu apóio a luta contra a censura na Internet... e você?




O grupo Anonymous está novamente lutando contra a arbitrariedade no ambiente virtual e, dessa vez, com mais coerência do que nas outras investidas. O FBI bloqueou definitivamente o Megaupload e está buscando proibir outros sites que disponibilizam links e arquivos para baixar.

Até onde vai a lei e onde é o limite da liberdade de expressão? Seja qual for a resposta a essa pergunta, proibir e censurar são atitudes retrógradas e extremamente radicais que, em minha opinião, não devem ser semeadas. Há outras maneiras de desestimular a pirataria e, entre elas, a melhor forma é passar a oferecer livros, filmes, revistas e outros produtos a preços justos para o produtor e o consumidor. É inaceitável ter que pagar uma pequena fortuna para adquirir um produto indisponível no mercado. Há livros, discos, filmes e muito mais que só estão ao alcance dos "meros mortais" pela web. O que poderei fazer para ter este mesmo material a um custo justo e acessível? Infelizmente, a ganância e a política de enriquecimento dos que já são ricos acabam minando nossas fontes de conhecimento. Há muito mais por trás desta luta contra os sites como o Megaupload, além do que podemos enxergar.
Vamos pensar nisso...
Acima, a campanha que o Anonymous está propondo para o mês de março (Black-March). Caso discorde desta política de censura e imposição de vontades, basta aderir e, silenciosamente, iremos nos fazer ouvir em todo o mundo. 
Think about. Comente se apóia ou está contra esta atitude. Não importa se é a favor ou contra, mas não deixe de expor sua opinião sobre o assunto. Lembre-se: o silêncio é nossa permissão para o prosseguimento do mal.




←  Anterior Proxima  → Página inicial

6 comentários:

  1. Não podemos nos esquecer de um perigo ainda maior para todos nós! A Lei Azeredo! Que é pior que a SOPA e PIPA e tem a sua origem em solo BRASILEIRO!
    --
    http://www.tecmundo.com.br/ciencia/18357-conheca-a-lei-azeredo-o-sopa-brasileiro.htm
    --
    Temos de fazer nossa parte para impedir que este politico maluco nos tire o direito de livre expressão!

    ResponderExcluir
  2. Rainier, obrigado mesmo pela dica. Vou analisar a fundo a história dessa figura e alertar o máximo de pessoas possível sobre esse problema.
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. É, a Azeredo tá chegando devagarinho...
    Eu apoio a campanha, acho que a única coisa que poderia furar é a questão de comprar um livro xD

    ResponderExcluir
  4. Ficar sem comprar livros é um esforço grande, mas a causa é maior. Vale a pena passar o mês de março sem colaborar com quem só lucra conosco.

    ResponderExcluir
  5. Aqui no Brasil até temos razões para a revolta contra preços absurdos. Não sei bem como os americanos e europeus enxergam o contexto deles quanto ao consumo cultural atualmente(relação do preço dos livros, músicas, filmes etc). São rarissimos os casos em que encontramos preços justos aqui no Brasil, seja em livros ou eletrônicos (o que faz muitos recorrerem aos gringos). Aqui impostos são altíssimos! Certa vez fui assistir um filme e no ingresso vinha indicando quanto de direitos autorais eu estava pagando e sabem quanto era?! Menos de 1% (não lembro quanto exatamente)! Imaginem quanto é a margem de lucro desse pessoal?!

    ResponderExcluir
  6. Como podem reclamar de pirataria? Pirata não é quem retira o dinheiro dos outros? Bem, estamos sendo governados por piratas que nos impõem suas vontades, seus produtos e influência. Eles nos roubam e tentam nos doutrinar a discriminar e perseguir os que fazem exatamente o mesmo que eles, com a diferença de que não perdemos dinheiro por isso. Os piratas da web disponibilizam o que não podem pagar, fazendo uma "justiça" aos menos favorecidos.

    ResponderExcluir