{lang: 'en-US'}

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Conto - Visitante




Autor: Franz Lima

Ao longe, ouço o som dos passos. O pisar é suave e ritmado, quase uma marcha. Tenho consciência do meu destino, mas não quero aceitá-lo. Por que eu?

Contemplo sua sombra aproximando-se pelo vão da porta. Ela é fina como o fio de uma foice. Algo a ver com sua lendária imagem? Não sei.

Vejo-me indefeso como nunca estive.

O momento torna-se quase dramático. Eu possuo o conhecimento sobre o que virá, mesmo sem desejá-lo.

Repasso meus bons momentos, como se quisesse viver tudo novamente. Tarde demais.

A porta é aberta e nos olhamos pela primeira e única vez. Por que não sorrimos?

Percebo agora que a aguardei toda a minha vida.

Para que lugar foram o medo e a tensão?

Obrigado por ter vindo. Gostaria de tê-la encontrado antes, porém isto não diferencia nada, já que teremos a eternidade só para nós…

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário