segunda-feira, 23 de maio de 2016

Relatos Selvagens (Relatos Salvajes). Análise do filme.



Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

Relatos Selvagens (Relatos Salvajes)
O filme é composto por alguns curtas. Em cada um deles nós, espectadores, somos surpreendidos por tramas repletas do macabro, da morte, ódio e traição. Mas há lições embutidas nesses curtas. Lembretes de nossas fragilidades e das sequelas de nossos atos. Um dos produtores do filme é Pedro Almodóvar e a direção e roteiro ficaram a cargo de Damían Szifron.
Pasternak.
Um voo. Um crítico de arte resolve puxar papo com uma modelo. No meio da conversa, ela descobre que tem uma pessoa de seu passado em comum com o do crítico. Logo, essa coincidência irá se expandir para outra pessoa do voo. Algo os colocou juntos, mas por que?
Um relato curto sobre a lei da ação e reação e, sobretudo, sobre a falta de limites para o homem tomado pelo rancor.
As ratazanas.
Um homem com um passado negro, explorador da desgraça alheia, se depara com uma de suas vítimas. Ele não a reconhece, mas ela lembra-se dele. O que ocorrerá?
O ponto especial desse “episódio” fica no recado ao público: nossas ações podem refletir em quem amamos.
O mais forte.
O que poderia dar errado em um passeio por uma autoestrada? Será que uma ofensa, comum no trânsito, tem potencial para algo além da raiva? Esse episódio mostra o quanto o descontrole emocional pode prejudicar pessoas. Tenso e surpreendente.
Bombinha.
Um técnico de demolição tem seu carro rebocado por estacionar em local inapropriado. Para resgatar o carro, ele se atrasa para o aniversário da própria filha. Sua revolta com o sistema e os problemas pessoais o levam a surtar. A partir daí, tudo dá errado.
Até onde um homem pode suportar a pressão de um mundo capitalista, estressante e indiferente aos problemas dos outros? Essa pergunta é respondida nesse episódio que lembra muito o filme Um dia de Fúria.
O final surpreende pela leveza.


A proposta.
Um garoto bêbado atropela uma mulher grávida. Seu pai, riquíssimo, resolve comprar alguém para assumir a culpa. Mentiras, chantagem e uma verdadeira demonstração do poder corruptor do dinheiro aparecem em A proposta. O ponto alto deste curta está nos resultados das escolhas ao final. 
A ética e a moral são postas à prova a todo instante.


Até que a morte nos separe.
Uma bela festa de casamento. Família. Noivos. Alegria sem medidas.
Amigos de infância, parentes distantes, amigos do trabalho... todos reunidos. Todos mesmo, inclusive a amante do noivo. Mas as mentiras têm pernas curtas e o segredo é revelado a quem jamais deveria: a noiva.
O curta é tenso, impregnado de rancor. Mostra, sem qualquer alívio, que somos responsáveis por nossos atos, mas, sobretudo, que eles podem refletir sobre nossa vida e as vidas dos que amamos.
Porém, mais do que uma história sobre traição, somos apresentados ao universo dos sentimentos humanos, indecifráveis e, literalmente, imprevisíveis. Acreditem: vocês irão se surpreender.
Nota final.
Os filmes são uma amostra da instabilidade do comportamento humano. O certo e o errado oscilam, enquanto frágeis destinos são alterados por gestos tidos ‘corriqueiros’. Nada é tão simples. Nada está tão ruim que não possa piorar.
Assistam esta obra e se preparem para ter os estômagos abalados. Alguns irão se identificar com uma ou outra história, mas é certo que todos os espectadores sairão diferentes após ver Relatos Selvagens.
Alguns sites apontam o filme como comédia. Podem ter certeza de uma coisa: não há motivos para rir em Relatos, apenas refletir.
Obra 100% recomenda pelo Apogeu.
Dados Técnicos:
Ano: 2014

Direção: Damián Szifron
Roteiro: Damián Szifron
Elenco: Darío Grandinetti, Diego Gentile, Diego Velázquez, Erica Rivas, Julieta Zylberberg, Leonardo Sbaraglia, Liliana Ackerman, María Marull, María Onetto, Mónica Villa, Nancy Dupláa, Oscar Martínez, Osmar Núñez, Ricardo Darín, Ricardo Truppel, Rita Cortese
Produção: Agustín Almodóvar, Esther García, Hugo Sigman, Matías Mosteirín, Pedro Almodóvar
Fotografia: Javier Julia

Montador: Damián Szifron, Pablo Barbieri Carrera


domingo, 22 de maio de 2016

Feliz dia do Abraço!!!



Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

"Abraço é a única coisa do mundo que quanto mais apertado ele é, mais alívio ele dá."

"Abraço é coisa tão séria que não sem empresta, se dá..."

"O melhor lugar do mundo é dentro de um abraço."

"O abraço é o único aperto que deveríamos passar na vida..."





sábado, 21 de maio de 2016

Turismo pelos estúdios da Warner contará com a Liga da Justiça, Esquadrão Suicida e outros da DC.


Os dois uniformes usados por Ben Affleck no filme
Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. Fonte das imagens: Nerdist.

DC universe: the exhibit é o nome de uma nova atração nos estúdios da Warner Bros.
A atração é composta por uniformes completos do Batman, Superman e Mulher-Maravilha, além de cenários do filme Batman vs Superman: a origem da justiça e Esquadrão Suicida. Revistas originais raras como as Superman #1 e Batman #1 também estão dispostas para o público. 
Alguns personagens estão ausentes (principalmente os da Liga da Justiça), mas a exposição tem previsão de se expandir, abrangendo todo o universo cinematográfico da DC. 
Algumas das peças estavam presentes na última Comic Con Experience (CCXP) em São Paulo. 
Vejam as imagens e, caso possam, desfrutem desse passeio 100% nerd. 
Uma das roupas usadas pelo Coringa de Jared Leto
A Arlequina com a cela de Belle Reve ao fundo
Batman #1

Superman
O traje do Robin pichado pelo Coringa


Os livros da semana pela Companhia das Letras.


Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo
Paralela

Eu você, de Verena Smit
O começo. O fim. O recomeço. Toda história de amor é um novo desafio. Com delicadeza e perspicácia, Verena Smit explora esse universo por meio de frases curtas, carregadas de significado. Um presente ou recado. Destaque ou rasgue. Leia e releia. Eu e você.

Companhia das Letrinhas

Desenho Livre, de Andrés Sandoval
Numa noite de chuva ou numa tarde nebulosa, quem nunca se viu com um punhado de lápis de cor nas mãos e a imaginação às soltas? Neste livro de atividades de Andrés Sandoval, o autor — dotado de originalidade e inteligência particulares — oferece às crianças uma ajudinha para pintar o sete. Do jardim botânico ao universo das silhuetas, o leitor acompanha um garoto em suas andanças pelo mundo das cores e dos traços, e assim é convidado a participar, seja com lápis de cor, giz de cera, aquarela, seja apenas como observador — desta jornada pela criatividade.

As fantásticas aventuras da vovó moderna, de Leo Cunha e Marta Lagarta

Nesta aventura repleta de sonhos, ventanias, tempestades e invenções mirabolantes, a vovó moderna tem uma tarefa e tanto: tentar fazer com que o vô Astolfo deixe de ser tão dorminhoco e desanimado. Ela vai usar toda a sua ousadia, alegria e criatividade, mas só quando uma ajudinha da mãe natureza aparece é que algo vai, de verdade, mudar por ali…

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Aumento de preço da coleção DC da Eaglemoss gera protestos e petição.



Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo.

A Eaglemoss já lançou coleções de miniaturas de personagens da Marvel. Há pouco tempo os fãs da DC foram surpreendidos com o lançamento de uma ótima coleção de graphic novels com alguns dos mais pertinentes arcos de histórias do universo do Batman, Superman e cia.
Mas alegria de pobre dura pouco...
Em uma jogada - que já acontece há muito tempo na Planeta de Agostini - visando o lucro puro, a Eaglemoss está aumentado gradativamente os preços de suas publicações. As alegações vão desde o aumento do dólar até o preço do frete, mas é fato que isso é extremamente desagradável e desrespeitoso ao colecionador.


A coleção tem muitos atrativos tais como papel de alta qualidade, impressão impecável, capa dura, extras e histórias clássicas e as mais recentes tramas que marcaram os heróis e vilões da editora DC. Entretanto, mesmo com tanto apuro, até erros de grafia foram encontrados na primeira edição Silêncio, segundo o site da própria coleção:

No volume 1 Silêncio – Parte 1, foram constatados os seguintes erros, já corrigidos nos PDFs:

Na página 8, no primeiro balão, saiu grafado portas, quando o correto é pontas.
Na página 51, no último quadrinho, na manchete do jornal, o nome Olsen saiu grafado errado.
Na página 84, no segundo quadrinho do meio, a palavra quarteirões saiu sem o I.
Na página 85, no último balão do quadrinho maior, o correto é Clark e não Clary.
Na página 121, o nome de Lucius Fox saiu errado, assim como a grafia da palavra frustração.

Na página 132, no primeiro balão, faltou um R na palavra ficar.

Os erros acima foram, como já citado, corrigidos em pdf, porém o correto seria a substituição do exemplar pela edição sem erros. A editora resolveu disponibilizar somente as páginas erradas para download, fato que me leva a questionar: vamos imprimi-las e colar no lugar das erradas? Isso é descaso com o consumidor brasileiro e uma notável falta de planejamento e revisão.
Mas isso não é o pior. Diferente da coleção da Marvel, lançada pela Salvat, a Eaglemoss alavancou os preços iniciais de 34,99 para 39,99 e, agora, sobem novamente para 44,99. Desculpas à parte, o que impressiona e incomoda é o repasse ao consumidor de problemas que poderiam ser previstos. Para se ter uma ideia, o preço final da coleção com 60 edições ficará em torno de 2500 reais, caso não haja mais aumentos. 
Eu e muitos outros colecionadores não aprovamos essa ingerência e, assim, assinamos uma petição que solicita a redução do preços das edições, além de pedir que novos erros de grafia sejam evitados. Quer ajudar? Assine a petição clicando aqui

terça-feira, 17 de maio de 2016

O bom gigante amigo. Análise do trailer.


Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

O filme Jack, o caçador de Gigantes foi uma típica produção no padrão Sessão da Tarde. Fugiu demais à fábula e serviu como pretexto para mais uma aventura cheia de efeitos especiais, mas pouco empolgante. Foi, em suma, um filme para o público típico do século XXI, ávido por ação e despreocupado com a trama original. 

Roald Dahl
O bom gigante amigo, filme dirigido por Steven Spielberg com base na obra de Roald Dahl, segue a narrativa original e aparenta manter um tom próximo ao da fábula. O longa-metragem mostra uma menina como a heroína, acompanhada por um gigante bom. Na verdade, ele só é gigante quando comparado aos humanos, pois seus semelhantes são muito maiores.
A versão nacional do livro
A índole do gigante é boa, típica de quem tem a alma de um poeta. Ele é atraído pelo sofrimento e a solidão de crianças e resolve resgatá-las para diminuir suas dores. Entretanto, seus semelhantes não compartilham de tais argumentos e consideram os humanos meros "bichinhos". 
Destaco nesse trailer as cenas onde o gigante sai da cidade, cujos efeitos dão uma clara dimensão não só do tamanho dele como também de sua agilidade. Fantástico!
O encontro do Bom Gigante com os demais gigantes mostra algo parecido com as cenas típicas de escola onde os grandões assustam os menores. A disparidade de tamanho entre eles é gritante e deixa claro que haverá muita confusão pela presença da menina na Terra dos Gigantes.
Como as feições dos personagens gigantes está quase idêntica às dos atores, presumo que foram usadas técnicas de captura de movimentos para dar vida aos colossais seres, tal como ocorreu em Lord of the rings, King Kong, Planeta dos Macacos e outros. 
Eu tenho boas expectativas quanto a essa adaptação e irei acompanhar bem de perto as notícias sobre o filme.
Curtam o trailer abaixo e deixem seus comentários...


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Chinesas prendem cabelo no teto para não dormir enquanto estudam visando vaga na universidade



Fonte: Livros e Pessoas. Comentários: Franz Lima
Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

A concorrência nos vestibulares e nas universidades chinesas é imensa: milhões de candidatos lutam todos os anos por vagas nas universidades do país oriental.
A única opção dos estudantes é encarar jornadas de até 16 horas de estudo por dia para conseguir aprovação nos exames. As meninas chinesas acharam um jeito inusitado de estudar por horas a fio sem adormecer.
Elas prendem o cabelo ao teto para evitar cochilar. Cada vez que elas adormecem, levam um puxão no cabelo e, assim, despertam. O método criado pelas estudantes universitárias ganhou muitas adeptas, pois milhares de outras garotas também postaram suas fotos com o macete na rede social Weibo – uma versão chinesa do Twitter, – conforme noticia o jornal O Globo.
A ideia virou mania na China depois que Chen Tang, de 21 anos, postou uma foto fazendo o uso da técnica. Chen desenvolveu a ideia com a sua companheira de quarto, Huang Lu, de 22 anos. Elas estudam numa universidade da província de Fujian, no sudeste da China. Ligar o ar-condicionado e tomar doses cavalares de café já não surtia efeito, contaram elas ao jornal inglês Daily Mail.
De acordo com as universitárias, elas estudaram métodos de antigos estudiosos chineses para manter a concentração. Um dos exemplos era prender os cabelos do dorminhoco no teto. Chen e Huan adaptaram a ideia com prendedores de roupa. Chen diz que a técnica dá resultado: “Os estudos são tão cansativos, que a prática do cabelo pendurado o torna mais interessante e eu me sinto muito mais disposta desta forma”. Curtiu a ideia?
Franz diz: eu sei que muitos dirão que é exagero ou um sacrifício grande demais. Entretanto, diante da concorrência absurda em seu país, estas garotas acabaram mostrando que o foco e a dedicação para se alcançar uma meta são válidas. Os resultados virão conforme o estudante (nesse caso) tenha força de vontade suficiente para sacrificar seu tempo ocioso e até a própria saúde para atingir sua meta. Isso não é tortura, é desejo de ser alguém, de alcançar um patamar muito difícil à custa de muito suor e horas de dedicação. Isso é foco!
Enquanto isso, no Brasil, estudantes não conseguem sequer chegar no horário certo para prestar o vestibular. Muitos não minimizam os acessos às redes sociais. Quer progredir? Então tenha em mente que o maná pode até cair do céu, mas ao preço de muito sacrifício e vontade. Essas estudantes estão em uma rotina estressante e cansativa, porém os frutos serão colhidos no futuro. Elas são um exemplo... Siga-as!


Versões impressionantes de He-Man, Esqueleto e Ajax, o marciano.


Fonte: http://nebezial.deviantart.com/
Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo.

Fonte: http://geektyrant.com/




sábado, 14 de maio de 2016

Contação de histórias para suas crianças. Eventos gratuitos em vários estados!




Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo.

Contação de história de O coelhinho que queria dormir

Durante o fim de semana, diversas lojas da Saraiva recebem a contação de história do livro O coelhinho que queria dormirde Carl-Johan Forssén Ehrlin. Confira os locais:
  • Sábado, 14 de maio, às 16h
    Local: Saraiva Shopping Pátio Higienópolis — R. Dr. Veiga Filho, 133 — São Paulo, SP
  • Sábado, 14 de maio, às 16h
    Local: Saraiva Shopping Iguatemi Fortaleza — Av. Washington Soares, 85 — Fortaleza, CE
  • Sábado, 14 de maio, às 16h
    Local: Saraiva Shopping RioMar — Av. República do Líbano, 251 — Recife, PE
  • Sábado, 14 de maio, às 16h
    Local: Saraiva Praia de Belas Shopping — Av. Praia de Belas, 1181 — Porto Alegre, RS
  • Domingo, 15 de maio, às 16h
    Local: Saraiva Shopping Center Norte — Av. Otto Baumgart, 245 — São Paulo, SP
  • Domingo, 15 de maio, às 16h
    Local: Saraiva Natal Shopping — Av. Sen. Salgado Filho, 2234 — Natal, RN
  • Domingo, 15 de maio, às 16h
    Local: Saraiva Shopping Rio Sul — Rua Lauro Müller, 116 — Rio de Janeiro, RJ

Relançamento de O Livro das Ignorãças, de Manoel de Barros, marca a semana da Cia das Letras.


Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

Flores, Afonso Cruz
Flores começa com uma perda, a perda do pai. E é a partir daí que o narrador, um jornalista que vive com a filha e a mulher numa relação cheia de incômodos, passa a notar seus vizinhos e a conviver com o senhor Ulme. Ulme sofre além da conta com as notícias que lê nos jornais e com todas as tragédias humanas às quais assiste. Certo dia percebe não se lembrar de seu primeiro beijo, dos jogos de bola nas ruas da aldeia ou de já ter visto uma mulher nua. Seu vizinho, talvez por ainda recordar bem do encanto do primeiro beijo – e constatar o quanto a sua vida se distanciava dele –, decide ajudar o senhor a escrever sua história e a recuperar as lembranças perdidas. Ele visita a aldeia alentejana esquecida no tempo e vai aos poucos remontando a identidade de Manuel Ulme, homem que, pelos relatos, parece ter oscilado entre um bom samaritano e um perverso entregue aos prazeres da paixão. O contraste fica cada vez mais claro: enquanto um homem não tem passado e não se lembra do amor, o outro sofre com o presente e com a consciência da rotina que a cada dia destrói sua relação, quando um beijo já perdeu todo o encanto e se tornou tão banal quanto arrumar a cama.

Alfaguara

O livro das ignorãças, Manoel de Barros
Publicado pela primeira vez em 1993, O livro das ignorãças é um dos mais emblemáticos livros de Manoel de Barros, em que o autor desvenda os caminhos de sua criação poética. Desaprender para retornar ao estado da ignorância, procurando dentro de si a disponibilidade necessária para observar e apreender novamente o mundo, é uma das lições do poeta. Dividido em três partes, O livro das ignorãças rompe com as regras da gramática e da linguagem, inaugurando uma forma sofisticada e singular de fazer poesia.

Objetiva

Mais rápido e melhor, Charles Duhigg (Tradução de Leonardo Alves)
Em Mais rápido e melhor, Charles Duhigg faz um exploração inovadora da ciência da produtividade e por que, no mundo de hoje, como você pensa é muito mais importante do que o que você pensa. Com base nas últimas descobertas da neurociência, psicologia e economia comportamental Duhigg explica que as pessoas, empresas e organizações mais produtivas não apenas agem diferente, elas veem o mundo de modos profundamente diferentes. Elas sabem que produtividade tem a ver com fazer escolhas. A maneira como tomamos decisões; as grandes ambições que colocamos em primeiro lugar e as metas fáceis que ignoramos; a cultura que estabelecemos para estimular a inovação; o modo como interagimos com as informações que temos diante de nós: é isso que separa os simplesmente ocupados dos genuinamente produtivos.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Lista de Compras: moletom com capuz do Deadpool.



Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

O sucesso em bilheterias já era esperado, principalmente por conta da fidelidade da adaptação do cinema. Deadpool é um personagem carismático por inúmeros motivos, mas principalmente por seu jeito bem humorado de lidar com os inimigos e o perigo. 

Com um toque pessoal de Ryan Reynolds, o personagem ganhou ainda mais fãs. As bilheterias foram enormes e, como era de se esperar, isso refletiu em incontáveis produtos inspirados no herói/mercenário.
A loja virtual Super Hero Stuff tem um produto que irá fazer qualquer fã pirar. Um moletom com capuz que, quando totalmente fechado, imita com perfeição a máscara do Deadpool. Vejam as imagens e, se gostarem, acessem o link para efetuar sua compra. 
Eu, certamente, irei garantir o meu. E o preço não está inacessível. US$ 69,99 





quinta-feira, 12 de maio de 2016

Tauba Auerbach mostra livros com artes gigantes em pop-up. Incrível e fascinante...



Fonte: Nowness. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo.
Texto: Franz Lima. 

Não vou sequer entrar no mérito da luta entre literatura digital (ebook) e a física (livros impressos), mas é fato que as editoras estão investindo cada vez mais em obras com visual chamativo, capas duras, papel de alto padrão, belas ilustrações, capas diferenciadas e, ainda, valendo-se do uso da arte pop-up. Seja como for, o livro impresso (incluindo os quadrinhos) não tem prazo de validade, por mais que a mídia digital ganhe espaço.
Tauba Auerbach é uma artista que criou peças pop-up únicas. O vídeo abaixo mostra o unboxing de sua obra chamada [2, 3], onde cada uma das dobraduras é revelada de forma poética. A parceria da autora com a livraria independente Printed Matter resultou em uma interessante e bem estruturada obra que remete ao poder de influência de um livro, seja ele ilustrado ou não. 


Ensaio sobre a cegueira. Dilma caiu, mas é bom abrir os olhos...


Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo.

Esse texto aborda o tema que está mais em pauta no momento: o impeachment da Dilma. Bem, vamos a alguns fatos sobre isso.

Primeiro, a derrocada ainda não é definitiva. Dilma detém alguma influência na política, assim como o seu chefe Lula, e é bom ficar atento a essas prováveis intervenções que ela e seus aliados podem provocar.

A partir daí, tomadas algumas precauções, vamos observar as nuances do novo governo, agora na figura de Michel Temer. Temer é um político tão soturno quanto foi Ulysses Guimarães. Ele age de forma velada, silenciosa e esse impeachment é prova disso. Não vou desmerecer a carreira dele, mas está claro que suas atuações não foram as mais memoráveis na história da política. Isso, alerto, é um ponto preocupante não pelo apoio que ele terá como presidente. Tenho certeza que o apoio virá. O que provoca dor de cabeça é a gama de problemas (e o pouco tempo) para resolver. Não haverá mudanças miraculosas. Não haverá uma melhoria imediata, principalmente se os vícios do governo anterior permanecerem.

Antes da queda de Dilma, Temer anunciou medidas para conter despesas, incluindo a diminuição de ministérios. Ele oscilou e disse que manteria um número muito próximo do que disse primeiramente. Depois, reafirmou manter apenas 22 ministérios, algo que desagradou a bancada de apoio, ávida por poder.

Nesse contexto, algo precisa ser evidenciado: caso o governo Temer comece fazendo concessões em troca de apoio político, certamente ele perderá apoio popular. Sem o povo ao seu lado, algo já difícil devido aos apelos da política populista de Dilma, Temer não terá condições para manter-se até o final do mandato.  Isso se dá não pela força do povo (desprezada pelos políticos), mas por medo dos que estão no poder em chamar a atenção da população de modo negativo. Tudo que vimos até hoje, incluindo a cassação de Cunha, o impeachment de Dilma e a perda do mandato de Delcídio são manobras para “mostrar serviço” e dar uma satisfação à opinião pública e ao mercado externo.
A nova lista dos ministros de Temer já causa polêmica, principalmente por conta de pessoas indiciadas na Lava-Jato. São eles: Romero Jucá, Henrique Alves (ex-ministro do Turismo no governo Dilma) que foi citado e teve seu processo arquivado, Eliseu Padilha-  quando ministro de FHC, foi alvo de acusações de irregularidades no pagamento de precatórios, mas sempre negou - , Geddel Vieira citado na Lava Jato sob suspeita de negociar propina com a OAS, o que ele nega. Sarney Filho é um mafioso tão poderoso quanto o pai, um político retrógrado que segue a cartilha de sua família. A indicação de Ilan Goldfajn (Ex-diretor do BC e atualmente economista-chefe do Itaú) me traz preocupação por proporcionar a ligação de um banco privado com o BC, já que não há garantias de distanciamento real entre Ilan e o Itaú. Leonardo Picciani é outra preocupação, já que ele foi um dos apoiadores do governo Dilma e estava publicamente contra o impeachment. O caso Picciani é bem similar à adoção do filho de alguém morto por você. Pode parecer um gesto bonito, porém não há garantias de que o rancor e a vingança não estejam instalados no coração desse órfão que, nesse caso, é Picciani.

A política é uma prática que merece atenção por mudar destinos. Muitos sucumbem diante de governos corruptos, manipulados e omissos. Somos vítimas de décadas de descaso em áreas básicas como saúde, educação e segurança. Temer terá uma luta difícil pela frente, principalmente se ceder às pressões dos que querem mais poder.

Ficarei atento dias que se seguem, pois a queda de Dilma não é sinônimo de sepultamento dela ou de seus asseclas. A ideologia populista está em alta por termos passados anos e anos sem qualquer atenção real aos pobres e aos que estão à margem. Dilma ludibriou, à custa do dinheiro público, os que precisavam de apoio e deu pequenas vantagens. Ela enxergou no populismo uma forma de se manter em alta após sua “desvinculação” de Lula. Estratégia correta até o ponto em que as falcatruas do governo (e da grande maioria dos políticos) veio à tona.

Temer deve ser inteligente a ponto de fazer um bom governo nos meses que lhe restam. Caso o faça, certamente terá força para tentar a eleição ou, na pior das hipóteses, indicar quem o suceda. Essa é a chave do problema. Afinal, melhorias breves podem servir de pão e circo para que sejamos levados a crer em um novo governo que irá solucionar os mais graves problemas do país. Só há um adendo: Temer era parte do problema enquanto vice-presidente. Ele não é inocente e não está aliado a inocentes para que dediquemos nossa confiança plena a ele.

É hora de vigiar e lutar por um Brasil melhor. 

Os heróis de Vingadores: Era de Ultron em belas versões ilustradas.


Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

Eles estiveram reunidos em Vingadores: Era de Ultron e proporcionaram inesquecíveis momentos de ação e emoção. Mas sempre surgirá alguém que deseje imortalizar esses ícones em versões diferentes. Assim, encontrei essas belas imagens no Pinterest e resolvi divulgar. O autor é chamado de Oseoro e tem seus trabalhos divulgados no Tumblr. Vale conhecer sua obras e seu estilo que lembra alguns trabalhos da Disney/Pixar.











terça-feira, 10 de maio de 2016

Análise: A verdade é uma caverna nas Montanhas Negras, de Neil Gaiman.


Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

Com texto de Neil Gaiman e ilustrações de Eddie Campbell, este livro - na verdade é um conto ilustrado - veio para reafirmar a excelência e o trabalho de Neil como escritor.
A trama se passa na ilha de Skye, Escócia, em um tempo indeterminado. É a saga de um anão que busca uma caverna e o tesouro que nela há. Mas ela não conseguirá chegar ao seu destino sem o auxílio de alguém que lá esteve antes. Assim, ele contrata Callum MacInnes, um ex-salteador de fronteira (border reaver, em inglês), ex-ladrão e ex-assassino.
Juntos, o anão e Callum partem para uma viagem cheia de perigos, surpresas e até uma advinha. A busca é árdua, mas serve para que os dois se conheçam melhor, fato que não diminui a desconfiança de Callum quanto ao anão.
Há citações embutidas a algumas histórias. A ilha que procuram - onde ficam as montanhas - se move. O barqueiro só os leva a seu destino pelo pagamento de moedas, assim como Caronte na travessia do rio no Inferno. Pequenos detalhes, mas vitais para o engrandecimento da obra.
Algumas "habilidades" do anão são reveladas com o desenrolar do conto. Elas aumenta o desconforto de MacInnes, porém são indispensáveis à sobrevivência de ambos.
Também é revelada uma tragédia que mudou - para sempre - a vida do anão.
Por fim, o conto coloca os passados de ambos em evidência e, já na caverna, sozinhos, o anão precisa tomar as rédeas de seu destino.
Diante de uma verdade revelada fora da caverna (e confirmada dentro dela), o fim da trama mostra o quanto pode ser fria e demorada a vingança, isso sem que o doce sabor dela se perca com os anos passados.
Tal como fez em outros contos ilustrados de sua autoria, Neil nos presenteia com uma verdadeira fábula, onde as lições ficam após o fim da leitura, onde cada imagem feita por Eddie irá também permanecer em suas mentes.
É uma narrativa que precisa ser lida...
P.S.: aproveite para ler a entrevista de Neil Gaiman sobre a obra: A verdade...


segunda-feira, 9 de maio de 2016

Grandes partidas, plateias lotadas, top players e youtubers marcaram segunda edição da BRMA no RJ



Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo. #apogeudoabismo

Maior evento de e-Sports da América Latina reuniu mais de 18 mil fãs vibrando com campeonatos eletrizantes de League of Legends, CrossFire, Counter-Strike e Rainbow Six Siege; Grandes times do Brasil levaram prêmios no total de R$ 126 mil nos quatro dias.

Ao longo de quatro dias, de 28 de abril a 1 de maio, o Centro de Convenções SulAmérica virou um grande palco para grandes partidas de eSports da atualidade. Os campeonatos de League of Legends, CrossFire, Counter-Strike e Rainbow Six Siege reuniram mais de 18 mil fãs de esportes eletrônicos para assistir às disputas eletrizantes que premiaram um total de R$ 126 mil as equipes vencedoras. No fim de semana os ingressos esgotaram e a plateia encerrou com muita energia a segunda edição carioca da Brasil Mega Arena (BRMA), o maior evento de eSports da América Latina.


Embalada pelos casters oficiais do CBLOL, narração de Tixinha e Toboco, análise e comentários de Melão e apresentação de Skeat, a BRMA contou com torneios em formato de melhor de três, disputados em dois palcos, com transmissão ao vivo nos telões e também em tempo real pelo canal da BRMA na Twitch
Além de torcer pelos seus times favoritos, testar novidades do mercado de games nos estantes dos parceiros, como os óculos Rift de realidade virtual da Gigabyte, e adquirir produtos licenciados nas lojas oficiais das equipes, fez muito sucesso o espaço da seletiva da Red Canids, onde quem sonha em ser pro-player pode exibir suas habilidades aos olheiros do time que estão em busca de jogadores para o time B. “Nosso retorno ao Rio de Janeiro foi melhor do que o esperado”, revela Felippe Corradini, organizador do evento. “A recepção do público aos campeonatos e às atrações foi muito boa. Em breve estaremos de volta com certeza. Esperamos que o público também possa ir à edição de São Paulo que será muito maior e terá ainda mais novidades”, completa. 
Outra atração da BRMA do Rio de Janeiro foi a presença de youtubers famosos. Ao longo do evento, dezenas de celebridades do YouTube passaram pelo Centro de Convenções SulAmérica, atenderam às longas filas de fãs fazendo fotos e dando autógrafos e comandaram apresentações no palco principal. Passaram por lá Rato Borrachudo, Muca Muriçoca, Luccas Neto, La Fênix, Gordox, Zigueira, Cellbit, Ziggy Zira, Natasha Rattacasso, Juliana Ribeiro, Eduardo Barreto, Toddynho e PedroDBR.

RESULTADOS DOS CAMPEONATOS
League of LegendsO torneio de LoL da BRMA RIO foi disputado pelas equipes da paiN Gaming, INTZ, RED Canids, Keyd Stars, Operation Kino, Big Gods, Brave Remo e Ilha da Macacada Gaming e chegou a 43 mil pessoas online assistindo à final nos canais da BRMA.

League of Legends
Classificação Final:
1º - INTZ
2º - Keyd Stars
3º - Operation Kino
4º - paiN Gaming

Jogo 1
Keyd Stars
2
0
Ilha da Macada
Jogo 2
Red Canids
0
2
paiN Gaming
Jogo 3
Operation Kino
2
0
Brave Remo
Jogo 4
INTZ
2
0
Big Gods
SEMI
paiN Gaming
0
2
INTZ
SEMI
Operation Kino
0
2
Keyd Stars
FINAL
Keyd Stars
1
2
INTZ

CrossFire - O campeonato de CrossFire ficou por conta da disputa entre quatro times convidados: paiN Gaming, Innova e-Sports, g3nerationx e INTZ.

CrossFire
Classificação Final:
1º - INTZ
2º - paiN Gaming
3º - g3nerationX
4º - Innova e-Sports
Jogo 1
paiN Gaming
2
1
Innova e-Sports
Jogo 2
g3nerationx
0
2
INTZ
FINAL
INTZ
2
0
paiN Gaming
3º lugar
g3nerationx
2
0
Innova e-Sports

Counter-Strike - Disputaram o campeonato de Counter-Strike as quatro melhores equipes da liga da Brasil Mega Cup:  Big Gods, Keyd Stars, Innova e-Sports e Need Jobs.

Counter-Strike
Classificação Final:
1º - Keyd Stars
2º - Innova e-Sports
3º - Need Jobs
4º - Big Gods
Jogo 1
Keyd Stars
2
0
Big Gods
Jogo 2
Need Jobs
0
2
Innova e-Sports
3º lugar
Need Jobs
2
1
Big Gods
FINAL
Keyd Stars
2
1
Innova e-Sports

Rainbow Six Siege - As partidas finais da Elite Latinoamericana de Rainbow Six, principal competição do ano da Ubisoft, foram disputadas por Team United, BB Host, paiN Gaming e 2Kill.

Rainbow Six Siege
Classificação Final:
1º - Team United
2º - paiN Gaming
3º - 2Kill
4º - BB Host
Jogo 1
Team United
2
0
BB Host
Jogo 2
paiN Gaming
2
0
2Kill
FINAL
Team United
3
2
paiN Gaming
3º lugar
BB Host
0
2
2Kill

Brasil Mega Arena
Brasil Mega Arena é o maior evento de eSports da América Latina, reunindo os torneios dos jogos de PC mais populares da atualidade. Em paralelo ao torneio, as empresas de equipamentos e desenvolvedores apresentam novos produtos e youtubers interagem com seus fãs. Os visitantes podem ter acesso a uma grande quantidade de máquinas, espalhados em uma área ampla onde pode-se jogar gratuitamente. Além disso, os visitantes podem encontrar os ídolos do eSport e adquirir produtos oficiais das modalidades presentes no evento.

Brasil Mega Arena SÃO PAULO
Dias 12 a 16 de outubro de 2016
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333. São Paulo – SP

INGRESSOS ONLINE

VALORES
Day Pass R$ 79,90
Meia entrada R$ 39,90 (garantida a todos que doarem 1kg de alimento não perecível, estudantes, idosos, professores e portadores de necessidades especiais devidamente documentados)

INGRESSO PASSAPORTE - R$ 159,90
Válido para os 5 dias do evento

INGRESSO VIP
Válido para os 5 dias do evento
Acesso sem filas.
Acesso a áreas exclusivas (espaço youtuber, espaço jogadores, espaço streamers, lugares exclusivos na frente dos palcos e camiseta oficial do evento)

Classificação: 12 anos.
12 a 18 anos com autorização dos pais. Menores de 12, somente acompanhado do responsável.

Ponto de venda sem taxa de conveniência
Fnac Paulista.
Av. Paulista, 901 - Cerqueira César - São Paulo /SP
Segunda a sábado das 10h às 20h. Domingo e feriado das 11h às 18h.

Proxima  → Página inicial